A vida é um livro e eu quero ser o único a escrevê-lo

A vida é um livro e eu quero ser o único a escrevê-lo

Quando eu tinha uma vida “normal”, como todas as outras, feita de casa, carro, férias, esportes, aperitivos com amigos, da busca obsessiva de encontrar uma alma gêmea, de esperar pelo novo disco musical, o novo filme, com cronogramas precisos a serem respeitados, eu havia definido em minha mente um desenho preciso do meu futuro.

Imaginei minha vida e cheguei ao ponto em que sabia exatamente como seria, até os mínimos detalhes. Eu estava pensando em como realizar tudo que eu projetei. Nenhuma surpresa.

Mas então comecei a me perguntar: como seria triste ter um livro escrito com minha vida, página após página e saber o que vai acontecer?

Então algo mudou, algo grande aconteceu dentro de mim. E agora me vejo andando todos os dias por milhas e milhas.

Sem dúvida, não tenho mais a menor ideia de como será minha vida. Eu não sei o que vai acontecer e é lindo porque sem saber o que me espera eu estou finalmente vivendo!

O que você gostaria de ser quando crescer?

Quando criança, nos perguntam: o que você gostaria de ser quando crescer? Eu não sabia, mas acima de tudo eu não queria saber!

Por que eu deveria viver meu segundo capítulo, já ciente do quarto? Como quando escrevo pensamentos assim: assim que chegam a mim, devo encontrar imediatamente papel e lápis, ou então eles voam para longe.

O mesmo acontece com a vida: se você não vive o momento, se pensa e pensa sobre o que quer, o que imagina, perde o capítulo que está vivendo.

Sua vida voa para longe, dia após dia. No próximo capítulo, a mesma coisa acontecerá e você sobreviverá, ou durará até o último capítulo, que não será muito diferente dos anteriores.

Viva com a esperança de que o próximo capítulo seja melhor que o anterior, esquecendo que há também o momento presente, e é a única coisa que importa.

O que você quer fazer da sua vida? Eu não sei e não quero saber. De fato, uma coisa eu sei: eu quero viver isso! Eu não quero sempre ter que ler as páginas seguintes.

Mude a vida: não pare em 10%

Eu sempre olho para o horizonte e inevitavelmente me organizo para estar sempre preparado, mas estou vivendo o momento!

Por que eu deveria me limitar, minha mente, a desejar aquela casa, aquele carro, essas férias, quando estou ciente de estar ciente de 10% do que poderia ser? Ou com o que posso sonhar?

Se nos limitarmos a perseguir a todo custo 10%, perdemos todas as possibilidades dos 90% restantes.

O desejo é bom e sonhar ainda mais também, mas devemos fazê-lo deixando de nos dar limites. E acima de tudo, vá para a ação: devemos sonhar e agir, não espere!

Viver é a melhor coisa que podemos fazer. Com compromisso e com a liberdade mental de não estabelecer limites.

Com a consciência de que não é necessário ter um esquema preciso, porque somos humanos e não sabemos o que vai acontecer.

Com a determinação de reagir a situações, podemos transformar cada momento em um grande presente e aproveitá-lo ao máximo!

Eu vejo garotos jogando suas vidas fora porque eles não encontram sua missão, como se todos nós nascêssemos com um propósito muito específico. Talvez devêssemos apenas nos dar a liberdade de viver.

Todos nós devemos ser mais românticos, mais errantes e mais aventureiros. Viajando e na vida.

Obtenha o E-book: Potencial de uma vida Minimalista

Com sugestões práticas e encorajamento para personalizar seu próprio estilo minimalista, minimizar as posses é a melhor maneira de maximizar a vida.

Obrigado por se inscrever. Te enviamos um e-mail para baixar o e-book.

Algo deu errado.

Aproveite mais conteúdo

Bruno de Souza

Meu objetivo é te ajudar a viver mais com menos. Malabarista por diversão e violinista aprendiz.

Obtenha o E-book: Potencial de uma vida Minimalista

Com sugestões práticas e encorajamento para personalizar seu próprio estilo minimalista, minimizar as posses é a melhor maneira de maximizar a vida.

Obrigado por se inscrever. Te enviamos um e-mail para baixar o e-book.

Algo deu errado.