Os relacionamentos são feitos de tempo

Os relacionamentos são feitos de tempo

No livro Ética e Vergonha na Cara vemos uma definição adequada ao objeto deste artigo:  “A ética é a inteligência compartilhada a serviço do aperfeiçoamento da convivência. ”

“Uma das grandes alegrias da vida humana é encontrar aquela pessoa que nos parece a certa. ” – Leandro Karnal

Aperfeiçoar a convivência. Essência do amor. Conviver, partilhar.

Cultivar, regar, podar, adubar. Todos verbos voltados para a agricultura, mas que são perfeitamente cabíveis para o amor. Ora…o amor.

O amor é feito de tempo. E investir tempo, nesses tempos líquidos, como bem fala Bauman, é quase inviável. Porém, sem este ‘investimento’ não há o que florescer, não há o que colher. Sem o cultivo não existirá colheita. Regra simples, mas esquecida por muitos.

O psicólogo Erich Fromm diz “se quisermos aprender como se ama, devemos proceder do mesmo modo por que agiríamos se quiséssemos aprender qualquer outra arte, seja a música, a pintura, a carpintaria, ou a arte da medicina ou da engenharia

A rotina, o imediatismo, o egoísmo de nossa sociedade quase nos impede de investir o tempo necessário para a busca da verdadeira felicidade, do verdadeiro amor. Na busca, principalmente, deste aprendizado do amor.

Segundo Epicuro, “para ser feliz seria necessário controlar os nossos medos e desejos de maneira que o estado de prazer seja estável e equilibrado, com um consequente estado de tranquilidade e de ausência de perturbação”.

Isto, porém, não é o amor, a paixão, ou estado de êxtase em que nos encontramos quando achamos a pessoa certa.

O que é essencial aos nossos relacionamentos?

O amor. Tão somente isto, amor. E como se aprende a amar? Amando.

Diz o ditado popular: “O passarinho canta por que está feliz? Ou está feliz por que canta? ” É certo que agir apaixonadamente nos tornará mais apaixonados.

Exercitar o amor, o desprendimento, o cuidado, o zelo, a atenção, o carinho e as demais qualidades associadas ao amor, nos tornará mais amorosos.

Faça, aja. E não se surpreenda se o amor aumentar, crescer e lhe surpreender.

Cultive, regue, pode, adube. Busque seu Favo de Mel! E seja feliz!

“O verdadeiro amor nunca se desgasta. Quanto mais se dá, mais se tem.” Antoine de Saint-Exupéry

Obtenha o E-book: Potencial de uma vida Minimalista

Com sugestões práticas e encorajamento para personalizar seu próprio estilo minimalista, minimizar as posses é a melhor maneira de maximizar a vida.

Obrigado por se inscrever. Te enviamos um e-mail para baixar o e-book.

Algo deu errado.

Os relacionamentos são feitos de tempo
Classifique este post

Aproveite mais conteúdo

Wagner Travassos

É pai de quatro meninas, escritor e amante da filosofia positivista como forma de aperfeiçoamento pessoal.

Obtenha o E-book: Potencial de uma vida Minimalista

Com sugestões práticas e encorajamento para personalizar seu próprio estilo minimalista, minimizar as posses é a melhor maneira de maximizar a vida.

Obrigado por se inscrever. Te enviamos um e-mail para baixar o e-book.

Algo deu errado.