Minhas razões para ser um minimalista

Minhas razões para ser um minimalista

No início de minha vida profissional fui muito competitivo em relação aos meus colegas. Sempre queria ser o primeiro lugar. Não importava a que custo.

O problema é que esse custo foi alto. O que ganhei na época com essa ânsia por velocidade, quantidade e dinheiro? Vamos lá. A lista é grande:

  • Duas hérnias de disco;
  • Hipertensão arterial severa;
  • Colesterol elevado;
  • Triglicerídeos elevados;
  • 30 kg adicionais de peso, quer dizer, gordura;
  • Stress;
  • Síndrome de Burn Out;
  • Sensação de “eterna pressa”.

Claro que tive “conquistas financeiras”. Digo, porém, de todo o coração. Trocaria metade do que conquistei pela metade dos problemas de saúde que tive.

Quando deixei minha atividade anterior percebi que tinha escolhido o lado errado da moeda. Que poderia ter usado melhor o tempo. Que poderia ter desfrutado mais da vida familiar. Especialmente quando as filhas eram pequenas.

Por que estou dizendo tudo isso? Para que você não cometa o mesmo erro que cometi, colocando o material à frente do familiar e da saúde pessoal.

É como aquela brincadeira em que vemos pessoas dentro de uma cabine com o fone de ouvido. O apresentador diz: “- Você troca este carro 0km por um cotonete usado?!”. Prontamente a pessoa na cabine diz: “-Siimmmm!!”.

E assim somos nós. Seguimos perseguindo o dinheiro achando ser ele o carro 0 km de nossas vidas.

Quando conheci o minimalismo imediatamente entendi o que significaria esse estilo de vida. E era tudo o que eu não estava vivendo!

Adotei intensamente os princípios que aprendi em livros, blogs, vídeos e conversando com minimalistas convictos. Em todos emanava essa paz, essa atenção lenta e dedicada a cada coisa que faziam. Isso me encantou profundamente.

Adotei imediatamente o minimalismo como princípio de vida. Quais foram os benefícios? Agora vamos a lista positiva:

  • Redução de mais de 20 kg de peso corporal;
  • Com a redução do peso, redução de mais de 50% da medicação;
  • Adoção de atividade física constante e equilibrada;
  • Alimentação mais leve e saudável;
  • Zerei o stress!
  • Jornada de trabalho de 4 horas dia (no máximo);
  • Mudança para uma atividade profissional mais prazerosa;
  • Casa leve, arejada e arrumada;
  • Economia nas contas de água, luz, gás, combustível, etc;
  • Destralhe total de tudo aquilo que não tinha serventia, estava velho, abandonado, desgastado, etc.
  • Reforma/recondicionamento/conserto de tudo o que dava alegria e merecia ser consertado;
  • Relacionamento familiar mais amoroso e paciente;
  • Adoção da meditação diária;
  • E, principalmente, paz.

Não sei por quais motivos você pretende se tornar um(a) minimalista. Sei apenas que, quaisquer que sejam os motivos, você irá se surpreender com essa filosofia de vida. Os frutos são muitos e os benefícios são difíceis de serem medidos.

Um bem estar geral irá permear sua vida como uma brisa constante e uma felicidade discreta que toma conta de todas as nossas atividades.

Seja bem vindo(a) ao minimalismo! Por que aqui, menos, sempre será muito mais.

Obtenha o E-book: Potencial de uma vida Minimalista

Com sugestões práticas e encorajamento para personalizar seu próprio estilo minimalista, minimizar as posses é a melhor maneira de maximizar a vida.

Obrigado por se inscrever. Te enviamos um e-mail para baixar o e-book.

Algo deu errado.

Aproveite mais conteúdo

Wagner Travassos

É pai de quatro meninas, escritor e amante da filosofia positivista como forma de aperfeiçoamento pessoal.

Ebook: Casa Minimalista

Um guia para ajudar você a encontrar a harmonia no ambiente em que viver. Mas por onde começar?

Ebook

Te enviaremos um e-mail de confirmação.