Excesso de minimalismo faz mal

Excesso de minimalismo faz mal

Esta semana recebi uma mensagem sobre como o excesso de minimalismo está afetando a vida de uma pessoa.

E sim, essa pessoa me autorizou a postar aqui e serve como um lembrete importante para evitar excessos também quando se refere ao minimalismo:

[…] Eu tenho que dizer a alguém que é minimalista o que me aconteceu.

Meu namorado me deixou por estar obcecada em ser minimalista, ele me disse que vou ficar sozinha para sempre, nunca vou ter filhos ou constituir uma família, que estou me afastando das pessoas.

Achei o que o minimalismo melhoraria minha vida, mas está sendo o contrário. […]

É fácil usar o minimalismo como uma desculpa para não enfrentar seus desafios e seus medos.

Deixar para trás amigos e familiares é mais fácil do que encontrar uma solução para os problemas de convivência.

Rejeitar qualquer tipo de consumo é mais fácil do que aceitar que sua situação financeira está difícil.

No longo prazo, essas questões em vez de resolver os seus problemas, o afastam de sua própria felicidade.

As pessoas podem pensar que você é estranho no início.

É preciso tempo para educar seus amigos e familiares sobre por que você está fazendo as coisas dessa maneira, e é preciso um pouco de coragem para ser diferente.

Onde está o limite?

Se você já experimentou ideias minimalistas, você já definiu alguns dos seus próprios limites: Talvez um guarda-roupas com menos peças ou estar menos conectado as redes sociais.

Estes são limites que permitem que você encontre o seu próprio desenvolvimento pessoal, sem prejudicar outra pessoa ou impor a sua visão de mundo.

Seu ambiente tem seus limites, tanto físico como emocional.

Você pode reduzir seus próprios pertences e não tocar e, de preferência, nem criticar o guarda-roupas de seu parceiro.

Seus relacionamentos sociais sempre vão exigir a sua presença, e você tem alguma responsabilidade de manter um bom ambiente com eles.

Afastar-se da família e amigos em nome de um ideal não é a solução.

Dê o exemplo.

O ex-namorado da leitora coloca o minimalismo como uma desculpa que ela usa para cortar todos os laços com seu ambiente social.

Desta forma, ele também perdeu todas as oportunidades de compartilhar ideias e experiências, uma parte fundamental da vida humana (e importante ingrediente da felicidade).

Ser a única no relacionamento a buscar a simplificação pode ser desgastante e frustrante até perceber que o minimalismo não se trata dos outros, mas de você.

Você pode compartilhar suas experiências com os interessados ​​e continuar trabalhando em seu próprio desenvolvimento pessoal.

O exemplo é sempre o melhor professor. E, para isso, temos de estar presentes.

Obtenha o E-book: Potencial de uma vida Minimalista

Com sugestões práticas e encorajamento para personalizar seu próprio estilo minimalista, minimizar as posses é a melhor maneira de maximizar a vida.

Obrigado por se inscrever. Te enviamos um e-mail para baixar o e-book.

Algo deu errado.

Excesso de minimalismo faz mal
Classifique este post

Aproveite mais conteúdo

Bruno de Souza

Meu objetivo é te ajudar a viver mais com menos. Siga me:

Obtenha o E-book: Potencial de uma vida Minimalista

Com sugestões práticas e encorajamento para personalizar seu próprio estilo minimalista, minimizar as posses é a melhor maneira de maximizar a vida.

Obrigado por se inscrever. Te enviamos um e-mail para baixar o e-book.

Algo deu errado.