Do destralhe para o não-apego

Do destralhe para o não-apego

Um dos princípios fundamentais do minimalismo é o destralhe. A palavra teve seu pico no ano passado, especialmente após o sucesso do livro de Marie Kondo, O poder mágico da arrumação.

O destralhe tem uma força interior monstruosa: a de saber como deixar ir.

Possuir menos coisas oferece muitos mais benefícios do que ser mais organizado. JOSUÉ BECKER

Organizar as coisas que temos é um custo, porque nós temos que comprar contentores, gastar tempo para decidir onde colocá-las, e encontrar um espaço para cada item.

Nunca é uma solução permanente, apenas temporária.

Cedo ou tarde você tem que fazer tudo de novo.

Porque as coisas não estão organizadas por elas mesmas, organizar é uma tarefa que deve ser repetida de forma consistente ao longo do tempo.

Organização não coloca em jogo os nossos sentimentos. Não nos leva a nos interrogar sobre as paixões, valores e o que é realmente importante para nós.

Destralhe do desapego

Todos os dias nós criamos relações com objetos, pessoas e eventos. Cada um desses eventos representa uma ligação.

Quanto mais próxima a ligação, mais forte ela será. Para ter o controle total de nossas vidas devemos nos separar “de tudo”.

O primeiro é um princípio Zen reformulado de maneiras diferentes por cultura ocidental e endossado pelo movimento minimalista.

não-apego é uma prática minimalista para escolher em como gastar seu tempo e energia apenas para as coisas que mais importam em sua vida.

Quando estamos completamente livres de coisas, pessoas e eventos, nada tem o controle sobre nossas vidas. Mas o não-apego não significa apatia perante a vida. De fato.

Quando podemos nos desligar das coisas, pessoas e eventos que assumem controle total de nossas vidas, começamos a viver deliberadamente.

Não ser escravos das coisas, pessoas e eventos nos permite estar livres de julgamento contra eles.

Livres para aceitar a realidade, compreender e tomar medidas contra ela, em vez de reagir ao que ela está propondo.

O não-apego, como o minimalismo, nos ajuda a apreciar o que temos. Criar espaço. E oportunidades.

De certa forma, o destralhe é uma forma de dieta que é repetida ao longo do tempo, enquanto o não-apego te ensinar a perder permanentemente aquele peso extra que você tem e para viver uma vida mais saudável.

O não-apego é um conceito comum em Yoga, budismo e outras disciplinas orientais.

Viver sem apego permite romper com o ciclo da reencarnação e se livrar dessa.

Praticar o desapego não significa viver como se nada tivesse acontecido.

Romper com a vida cotidiana significa aprender a vê-la pelo que ela é, aceitá-la pelo que ela é, vivê-la pelo que ela é.

Aprender a não ser ligado a coisas da vida é também um dos benefícios da meditação. E também é uma ferramenta-chave para chegar a ter um guarda-roupa minimalista como o que eu escrevi na semana ontem.

Obtenha o E-book: Potencial de uma vida Minimalista

Com sugestões práticas e encorajamento para personalizar seu próprio estilo minimalista, minimizar as posses é a melhor maneira de maximizar a vida.

Obrigado por se inscrever. Te enviamos um e-mail para baixar o e-book.

Algo deu errado.

Aproveite mais conteúdo

Bruno de Souza

Meu objetivo é te ajudar a viver mais com menos. Malabarista por diversão e violinista aprendiz.

Obtenha o E-book: Potencial de uma vida Minimalista

Com sugestões práticas e encorajamento para personalizar seu próprio estilo minimalista, minimizar as posses é a melhor maneira de maximizar a vida.

Obrigado por se inscrever. Te enviamos um e-mail para baixar o e-book.

Algo deu errado.