Liberte-se da culpa para viver melhor

Liberte-se da culpa para viver melhor

A culpa é uma emoção que surge do não cumprimento das expectativas que tínhamos definido, individualmente e em relação a outra pessoa ou a uma situação específica.

Esse sentimento obedece a sensação de não estar agindo corretamente. Parece ter uma função iluminadora, fazendo-nos perceber que há uma falha que deve ser corrigida.

No entanto, acaba nos bloqueando e fazendo com que haja uma tendência maior de cometer essa falha.

Culpa ou responsabilidade

A culpa é uma atitude que é formada como resultado de emoções e pensamentos com uma base de desvalorização pessoal.

A pessoa que sente isso é desqualificada, sente-se mal consigo mesma e recebe um ataque direto à autoestima. Essa culpa, além disso, cresce quando é direcionada para si mesmo, já que tendemos a exigir mais do que o necessário quando cometemos erros.

Por outro lado, algo muito diferente é a responsabilidade de assumir nossas ações para corrigir o erro. Enquanto a culpa me faz sentir mal, a responsabilidade me dá controle e direciona minhas emoções negativas apenas para o comportamento realizado, mas não para nós mesmos como pessoas.

Eu aceito que eu faça um erro, mas isso não me faz pior. Portanto, a autoestima permanece intacta.

Acabe com a culpa

A tendência à culpabilidade surge da nossa cultura e da nossa educação, bem como das experiências vividas ou do nosso nível médio de autoestima.

Em muitos casos, essa tendência é excessiva e não nos ajuda em nossas vidas, mas nos bloqueia e nos impede de agir e mudar.

Acabar com a culpa, ser livre e assumir a responsabilidade nos ajudará a viver mais felizes e em harmonia com nós mesmos e com o resto.

1. Lida com emoções negativas

Ao longo do dia sentimos muitas emoções de forma reativa. Mas elas nem sempre são detonadas pelo ambiente, mas são baseadas em nós mesmos.

O que sentimos de manhã é um exemplo disso. Para ser capaz de lidar com isso, às vezes é tão fácil quanto poder vê-lo.

Quando acordar de manhã e quando for dormir à noite, faça uma lista das emoções que você está sentindo naquele momento. Cruze os negativos, coloque a pontuação em zero e aumente os pontos positivos.

2. Mime-se

O que acontece quando seu melhor amigo ou seu parceiro comete um erro? Você os ataca ou cuida deles para que eles não se sintam tão mal?

Tendemos a tratar o outro com compaixão e benevolência, mas somos implacáveis ​​com nossos próprios erros.

Toda vez que você fizer algo errado, tente tratar-se da maneira como trataria a pessoa que ama.

3. Seja humano

O ser humano é cheio de fracassos, de sucessos e de aprendizado. Isso nos permite crescer e se desenvolver.

No entanto, exigimos que o façamos perfeito na primeira vez, quando não for possível nem saudável. Permita-se errar e aprender.

4. Baixas expectativas

O problema que frequentemente envolve falha não é ter um erro real, mas não corresponder às nossas expectativas.

Para combatê-lo imagine que em sua cabeça há uma caixa cheia de pequenos papéis com expectativas, que são dobrados e você não consegue ler.

No momento em que você sentir que tem um problema com suas expectativas, abra a caixa e veja cada expectativa, uma por uma, lendo-as em voz alta e jogando-as fora.

A culpa acaba perdendo a função original que parece ter quando surge e nos impede de ser coerente com nossas ações.

Aceitar, assumir responsabilidade e libertar-nos da culpa nos levará ao crescimento onde haverá mais bem-estar e menos emoções negativas.

Classifique este post

Aproveite mais conteúdo

Bruno de Souza

Meu objetivo é te ajudar a viver mais com menos. Malabarista por diversão e violinista aprendiz. - Siga no Instagram

Ebook: Potencial de uma vida minimalista

Com sugestões práticas e encorajamento para personalizar seu próprio estilo minimalista, minimizar as posses é a melhor maneira de maximizar a vida.

Te enviaremos um e-mail de confirmação.