A dependência de internet: como evitar jogar a sua vida no vaso sanitário

A dependência de internet: como evitar jogar a sua vida no vaso sanitário

Cada vez mais ouvimos falar de vício em internet. Devemos estar preocupados? Mas o que podemos fazer para usar a rede social de forma eficaz sem ser escravos? Aqui estão algumas dicas práticas…

Desagradável a imagem que eu escolhi para este artigo, não é?

Nós não gostamos de pensar em nós mesmos como o… dependente.

No entanto, muitas vezes usamos ou melhor, abusamos da Internet, aplicativos e redes sociais, isso não nos torna tão diferentes dos viciados reais.

Não é por acaso que o vício em internet (e seus pequenos amigos: o apego ao smartphone , dependência de redes sociais, a dependência de Facebook, etc.) são tão comuns em nossa sociedade.

É claro que quando esse vício, definido tecnicamente como IAD (Internet Addiction Disorder), assume conotações patológicas, é essencial a intervenção de um especialista.

Mas há muito que podemos fazer antes de chegar a esses extremos.

Neste artigo, gostaria de propor algumas estratégias para utilizar as novas tecnologias de forma eficaz e evitar acabar no túnel de dependência da internet.

Eu pensei em fazer isso de uma maneira muito diferente do habitual 😉

distração da sociedade

O problema não é a falta de sites verdadeiramente úteis, mas sim a nossa incapacidade para explorar adequadamente as que já existem.

Hoje temos a oportunidade de acesso através da Internet para os cursos universitários das melhores universidades do mundo, e podemos fazê-lo gratuitamente, mas nós passamos o tempo assistindo vídeos de gatinhos!

A verdade é que a nossa sociedade é a distração e a solução não são sites melhores, mas pessoas melhores.

Como evitar o vício em internet

Para investir o seu tempo on-line de forma eficiente, eu sugiro que você siga estas estratégias:

1. Limitar o uso do Facebook, Twitter e outras redes sociais

Se você não quer eliminar a rede da sua vida, limite o tempo gasto nesses sites e esses aplicativos em não mais de 30-60 minutos por dia.

Você pode fazer isso usando aplicativos como o Freedom: bom para reduzir a sua dependência de internet e social em particular.

Sem considerar, que cada vez mais estudos estão mostrando que o uso de Facebook nos faz mais tristes e menos satisfeitos com nossas vidas em geral.

2. Pratique a procrastinação estruturada

Se você precisa recarregar as baterias em suas sessões de estudo ou de trabalho, em vez de ceder ao vício da internet, gaste em atividades que relaxam você, e que faz de você, ao mesmo tempo, uma pessoa melhor.

Para mim, por exemplo, esta atividade é o Sudoku.

Durante os intervalos de trabalho, sempre jogo Sudoku on-line, mas, especialmente, não assista ao vídeo de gatinhos!

Se preferir, você pode tocar um instrumento, ler um livro ou meditar.

3. Use uma lista de coisas a fazer

Para evitar cair na armadilha da Internet, eu acredito que não há nada mais simples e eficaz do que uma lista de atividades (lista de tarefas):

  • Anote oque você precisa fazer.
  • Classifique as tarefas por importância
  • Detalhe a definição de seus objetivos.

Comece com pequenas tarefas assim será mais simples concluir o objetivo.

Será que realmente importa?

A próxima vez que você encontrar-se balançando o feed do Facebook, assistindo a um vídeo engraçado, faça esta pergunta simples:

“Isso realmente importa?”

Se uma atividade não ajuda a melhorar a si mesmo, é apenas um desperdício de tempo.

Se este artigo o fez pensar, talvez esteja com raiva de si mesmo, mas espero especialmente que ele tenha feito com que você queira melhorar a si mesmo.

Obtenha o E-book: Potencial de uma vida Minimalista

Com sugestões práticas e encorajamento para personalizar seu próprio estilo minimalista, minimizar as posses é a melhor maneira de maximizar a vida.

Obrigado por se inscrever. Te enviamos um e-mail para baixar o e-book.

Algo deu errado.

Mais lidos no Minimus Life

Bruno de Souza

Meu objetivo é te ajudar a viver mais com menos. Siga me:

Obtenha o E-book: Potencial de uma vida Minimalista

Com sugestões práticas e encorajamento para personalizar seu próprio estilo minimalista, minimizar as posses é a melhor maneira de maximizar a vida.

Obrigado por se inscrever. Te enviamos um e-mail para baixar o e-book.

Algo deu errado.