Nós somos caçadores

Nós somos caçadores

Quando se trata de compras, é difícil distinguir o que precisamos daquilo que desejamos.

Nós somos movidos por nosso espírito primitivo de caçadores;queremos “aquela coisa lá”, porque é a novidade do momento, porque é uma oferta que não se pode perder, porque pensamos que não podemos viver sem (quando até ontem nem sabíamos que existia); Talvez que, quanto mais difícil seja de obter, mais queremos.

Quando finalmente chega em nossas mãos a satisfação sobe rapidamente e parece que temos uma grande mudança em nossas vidas.

No entanto, uma vez que a adrenalina, o objeto dos nossos desejos se torna parte do normal, do prazer da conquista já pouco resta.

O que nos resta, no entanto, é uma nova fonte de distração na casa, um novo objeto a ser limpo, que temos que tomar cuidado, que ocupa espaço.

Vale a pena uma hora de prazer?

Somente nos últimos anos eu percebi como é importante parar para refletir sobre cada compra, ter certeza em gastar meu tempo e dinheiro em itens que podem me dar felicidade duradoura, em vez de um prazer efêmero.

Gostou deste conteúdo?

Conheça o projeto Minimus Experience!